quarta-feira, 31 de outubro de 2012

O Parque do Museu

O caramanchão: construção romântica de nosso parque que agrada a todos.
Localizado em um dos lugares mais aprazíveis do bairro de Santa Teresa, a casa adquirida por Benjamin Constant tinha as características de uma chácara, envolvida por um largo parque com fauna e flora típicas do Rio de Janeiro de então. Sempre um local muito frequentado por moradores e visitantes, o espaço com mais de 10 mil metros quadrados ainda chama a atenção de todos, tanto pela beleza da natureza farta que oferece, quanto pela brisa, sol e recantos para contemplação, como o caramanchão, original da casa e recuperado em neste ano, e o novo mirante, criado numa trilha da parte de cima do mesmo, cuja visão se estende pela Baía de Guanabara.

Área de educação ambiental, com viveiro e berçário de mudas...

... mais minhocário e compostagem.
O parque integra a Área de Proteção Ambiental – APA de Santa Teresa, regulamentada pelo decreto n. 5050/85, o que reforça sua importância como uma das áreas verdes preservadas no bairro. Com a inauguração do museu em 1982, foi elaborado um plano de trabalho juntamente com a Fundação Estadual de Engenharia de Meio Ambiente (DECAM/FEEMA) que teve como prioridade a conservação do terreno para a abertura à visitação pública. Um grande trabalho foi realizado pelo órgão, o que envolveu a erradicação de mato seguida pelo plantio de mudas de diversas árvores como o Abiu, o Abricó de Macaco, a Andiroba, o Flamboyant, o Ipê e mais jaqueiras, figueiras, mangueiras, entre muitas outras.

O caminho para o mirante...
... que fica bem acima do museu casa, com vista para a Baía de Guanabara.
O Parque do Museu é utilizado como uma opção de lazer para os moradores e visitantes do bairro, integrando os elementos da natureza ao patrimônio do Museu. Temos aumentado suas funções e interesse através da montagem de espaços expositivos, tais com o horto, a composteira, o minhocário,o viveiro e o berçário de mudas, de forma a montar oficinas de educação ambiental, voltadas para crianças inicialmente. Este trabalho vem sendo desenvolvido passo a passo com os próprios colaboradores da instituição, de modo a tornar nosso parque um espaço onde a ecologia pode ser vivenciada na prática, de modo a formar futuros cidadãos conscientes da importância da preservação ambiental, além da manutenção da sustentabilidade em seu bairro ou cidade.

O horto, onde espécies mais desenvolvidas são cultivadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar. Sua visita é muito importante para nós!