quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Quem deve ser o "convidado desconhecido"? Resultado da enquete

O "grande vencedor" da enquete: o "eu" - a maior parte dos
votantes gostaria de participar de "Um Jantar com Benjamin".

Durante a intervenção artística "Um Jantar com Benjamin" realizamos uma pesquisa que mexeu com a memória e as ideias de nossos visitantes: deixamos um dos lugares à mesa vago, aguardando um "convidado desconhecido", que foi indicado por cada um que passou pela mostra. Não fizemos qualquer restrição a esta pessoa, que poderia ser brasileira ou não, ter vivido antes, durante ou após o período de vida de nosso patrono. A ideia era estimular a imaginação de quem passou pela mostra para que pensasse quem poderia tornar o "jantar" ainda mais interessante, lembrando que a mesa estava composta pelo aniversariante - Benjamin Constant - e sua esposa - Maria Joaquina - e também por Lauro Sodré, Julio de Castilhos, Rui Barbosa, Quintino Bocaiúva, Auguste Comte, Clotilde de Vaux, Pinheiro Machado, Marechal Deodoro e pelo Imperador Dom Pedro II. O resultado da enquete foi muito interessante e mostramos aqui um pouco do que pensaram nossos visitantes.

Surpreendentemente, o "campeão de votos" foram... Os próprios visitantes. 15 pessoas votaram em si mesmas para fazer parte do jantar, revelando um grande interesse pela história ou pela participação em um momento histórico.

O ex presidente Lula Ignácio da Silva: um vencedor.

Mas o personagem mais votado, foi o ex-presidente Lula. Carismático e ainda fazendo parte do cenário político do país - a enquete ocorreu durante o período das eleições deste ano - recebeu nada menos que 10 votos. Já a presidente reeleita Dilma Roussef, teve 5 votos, sendo a terceira mais votada. A surpresa aconteceu justamente aí: Tiradentes, considerado um verdadeiro heroi nacional, foi muito lembrado pelos votantes, recebendo 6 votos e sendo o segundo mais votado, portanto. Um bom sinal de que a história do Brasil não saiu das mentes das pessoas...

O desconhecido Atila Faria recebeu 4 votos e o célebre Machado de Assis veio logo atrás com 3 votos - de fato, vivendo à época da Proclamação da República, deveria ser interessante testemunhar um diálogo entre o sagaz escritor e os positivistas à mesa... Com dois votos, empatados em quarto lugar, vieram os poetas Castro Alves e Carlos Drummond de Andrade, o ex presidente Getúlio Vargas, o cientista político, historiador e "imortal" (membro da Academia Brasileira de Letras), José Murilo de Carvalho, a patronesse das artes em Santa Teresa no século XIX, Laurinda Santos Lobo, a Princesa Isabel, e Roberto Carlos - não sabemos se os votos se referem ao cantor, ou ao jogador de futebol...

Considerado um heroi nacional, Tiradentes foi o segundo
mais votado na enquete no museu.

Como em qualquer votação, houve três votos nulos - em pessoas que já estavam no jantar: Maria Joaquina, Lauro Sodré e Quintino Bocaiúva - além de 9 votos em branco. Mas também sugestivos foram os votos que consideramos "exóticos" e elencamos abaixo. Confiram:

  • um pacifista
  • filósofo
  • presidente
  • a pessoa que inseriu o bonde em Santa Teresa
  • mediador espiritual
  • Giovanna do forninho
  • os recém libertos. ex-escravos
  • uma pessoa do povo
  • Lulu
  • Besouro - capoeirista
  • o povo
  • Fatima (minha filha)

Chiquinha Gonzaga: as mulheres foram bem votadas, mas só a pianista teve dois votos via internet.


Muitas outras personalidades foram lembradas, recebendo um voto cada uma: entre eles Freud, Cristóvão Colombo, a escritora e filósofa francesa Simone de Beauvoir, o ex presidente Fernando Henrique Cardoso, o senador Cristóvão Buarque, a poetisa Cora Coralina, o cantor Caetano Veloso, Zumbi dos Palmares, Leonardo da Vinci e até a comediante Dercy Gonçalves.

As respostas à enquete feitas via internet formam um número bem restrito e pouco representativo: apenas 17 votos, a maior parte diferentes entre si, onde se destacam o pacifista indiano (e político), Gandhi, o ocultista, mago e místico Aleister Crowley, o educador e político Darcy Ribeiro, as pianistas Chiquinha Gonzaga (com 2 votos) e Nair de Tefé - que casou-se com Hermes da Fonseca, presidente do Brasil entre 1910 e 1914, logo após o primeiro período republicano, do qual Benjamin Constant tomou parte - o jurista, político e jornalista republicano e abolicionista Aristides Lobo e alguns próximos ao nosso patrono, que claramente poderiam ser convidados à mesa, tal como o aluno e discípulo Marechal Rondon, uma de suas filhas, Bernardina Botelho de Magalhães, e o positivista e amigo pessoal, Raimundo Teixeira Mendes.

Doutor Freud: um dos poucos estrangeiros lembrados na enquete.

Acreditamos que o exercício de visitar uma reunião de notáveis e pensar em uma outra pessoa que pudesse completar este encontro foi muito interessante para quem esteve na mostra. No futuro vindouro, certamente criaremos outras oportunidades de interação como esta em nosso museu casa.

Nota Importante: após um resorteio, Jane Lima ganhou a bandeja cedida gentilmente por Paulo Vergueiro, artista plástico vidreiro que criou as peças contemporâneas expostas na intervenção artística.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar. Sua visita é muito importante para nós!