quarta-feira, 18 de maio de 2016

Paisagens Culturais cariocas em nosso acervo fotográfico



Tema da 14ª Semana de Museus, que acontece neste ano em nosso país, "Museus e Paisagens Culturais", é um assunto da maior importância em nosso país. Conforme aponta o texto da apresentação do evento capitaneado pelo IBRAM - Instituto Brasileiro de Museus, "(...) esse tema reforça o papel sociocultural das instituições museais. Quando chamados a abrirem suas portas para seus contextos externos, enfatiza-se a necessidade da valorização das culturas e da diversidade paisagística do país, que possui um mosaico de bens culturais".

Foto 138 - Praia com Pão de Açúcar em segundo plano.
As chamadas "Paisagens Culturais" enfatizam a relação do homem com o meio ambiente e são definidas como uma "porção peculiar do território nacional, representativa do processo de interação do homem com o meio natural, à qual a vida e a ciência humana imprimiram marcas ou atribuíram valores", e foram incorporadas pela UNESCO, no ano de 1992, como mais uma categoria de Bens Culturais. A Portaria nº 127, de 2009 do IPHAN - Instituto do Patrimônio Histórico - instituiu a chancela da "Paisagem Cultural Brasileira" em nosso país.

Foto 557 - Rua Payssandú: palmeiras ao longo da rua com Corcovado ao fundo.


A cidade do Rio de Janeiro foi a primeira cidade do mundo a receber o título de "Patrimônio Mundial como Paisagem Cultural" no ano de 2012, pela UNESCO, o que inclui o Pão de Açúcar, o Corcovado, a Floresta da Tijuca, o Aterro do Flamengo, o Jardim Botânico, a Praia de Copacabana e a entrada da Baía da Guanabara.

Foto 583 - Panorama de Copacabana: quarteirões de casas e prédios
cortados por ruas, montanhas e mar - circa 1931.

Desta forma, ao consultarmos nosso Acervo Fotográfico - que possui mais de 5 mil fotografias em diversas técnicas fotográficas - selecionamos imagens destas importantes paisagens culturais de nossa cidade, registradas nos séculos XIX e início do XX. Vejam nestes poucos exemplos retirados de nosso Fundo Gal. Pery Constant Bevilaqua, um pouco da beleza natural destes pontos com os quais nos deparamos quase todos os dias.

Foto 588 - Hotel Glória com Baía de Guanabara e Pão de Açúcar ao fundo. Circa 1934.

Foto: 635 - Praia de Copacabana.

Foto 636 - Jardim Botânico.

sexta-feira, 13 de maio de 2016

14ª Semana de Museus

No cartaz do evento, como no ano passado, outra obra de Portinari: "Pipas", de 1941, teve seu
direito de reprodução gentilmente cedido ao IBRAM pelo Projeto Portinari.

E lá vem a - já tradicional - Semana de Museus de todo mês de maio. Neste ano o tema indicado pelo ICOM - Conselho Internacional de Museus é "MUSEUS E PAISAGENS CULTURAIS", e vai nortear os eventos que ocorrerão em mais de 1.200 instituições em todo o país, na semana que vem, entre 16 e 22 de maio. Vamos ver alguns destaques da programação?

O Museu da Abolição funciona no sobrado que foi sede do Engenho Madalena
e residência do conselheiro abolicionista João Alfredo.

  • O Museu da Abolição, no Recife, escolheu como tema central a paisagem do Mangue e as Pescadoras e a programação já começa no domingo, dia 15, com o "II Encontro de Crespas e Cacheadas" do estado - evento de empoderamento, aceitação e valorização dos cabelos crespos, cacheados e transicionados. De 16 a 20/05 vai ter a "Oficina de Grafite Abolir: Mulheres na luta por terra, teto e alforria", com a participação de 15 alunos das escolas próximas à instituição, resultando numa exposição das peças produzidas durante a oficina. No dia 22 inaugura uma exposição de fotos com mulheres negras, produto do catálogo do cabeleireiro Felix Oliveira.
  • No Museu Histórico de Mato Grosso vai haver uma série de atividades: entre os dias 17 e 21/05, das 9h às 17h, acontecem duas exposições sobre o tema da semana de museus: a primeira, de fotos amadoras; a segunda, com o tema mais especifico de "Paisagens Culturais de Mato Grosso" ocorre em parceria com o Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB do estado. E às 17h do dia 21/04, tem encontro de profissionais e estudantes de Arquitetura, Geografia e Direito, com palestras e debates sobre o tema "Paisagens Culturais".
O Palacete das Onze Janelas foi construído no século XVIII como residência de Domingos da Costa Bacelar,
proprietário de engenho de açúcar. Em 1768 a casa foi adquirida pelo governo do estado e serviu de
hospital a quartel militar. Hoje abriga um museu e é um dos cartões postais da capital paraense.
  • Em Belém, no Pará, o Espaço Cultural Casa das Onze Janelas vai realizar a oficina "Formas da Paisagem", de captação áudio visual de sons e imagens presentes no entorno da instituição mais exibição de mapping. As inscrições vão até o dia 13/05 e o evento ocorrerá entre os dias 18 e 21/05, das 14h às 18h.
  • O Museu de Favela, que envolve as comunidades do Pavão, Pavãozinho e Cantagalo nos bairros de Copacabana e Ipanema aqui no Rio, programou uma Ação Educativa nos dias 20 e 21/05, das 15h às 18h: vai ter uma Mesa Redonda com fotógrafos da comunidade, visitas abertas e a exposição "A Paisagem Encantada do Museu de Favela", incluindo Pontos de Memórias e cultura local. 

Em Inhotim, uma linda paisagem natural e cultural a ser explorada.
  • Em Minas, o Insituto Inhotim tem diversos eventos: entre os dias 18 e 22/05, das 10h às 15h, na oficina "Construindo Paisagens", os participantes utilizarão técnicas de colagem e assemblage, para criar sua própria paisagem cultural. E nos dias 19 e 20/05, das 10h30 às 12h, haverá visita temática especial “Inhotim - uma paisagem cultural” que se propõe a abordar quais são as peculiaridades deste espaço, sua transformação ao longo da sua existência, até sua formatação como paisagem cultural.
  • Na cidade de Gramado, Rio Grande do sul, o Espaço Cultural Estação Férrea Várzea Grande (também conhecido como "Museu do Trem"), promete uma série de atividades. Logo no dia 16/05, além da solenidade de abertura da semana, haverá apresentação da Orquestra de Violões da cidade às 14h e, logo a seguir, espetáculo teatral infantil. Neste dia até 20/05, entre 14h e 17h, estará aberta a exposição "Paisagens Culturais Gramadenses", com peças da Associação de Artes Visuais de Gramado. Também no dia 16, às 19h30, acontece a palestra "Museus e Paisagens Culturais" com a museóloga Daniela Schmitt, fora do museu: será no Auditório do Centro Municipal de Cultura da Várzea Grande. No dia seguinte, 17/05, entre 14h e 16h, tem Oficina de Desenho Artístico com o tema "Paisagens Culturais de Gramado", sob a batuta do professor Marco Antônio Bossardi. Para completar, no dia 18/05, às 14h, há o encontro do Projeto Gramado Histórias e Memórias: Lembranças do Trem, com Nair Gil de Castilhos e Lisete Casagrande - participação da mediadora Nilva Baretta, que é diretora do Centro Municipal de Cultura Várzea Grande.

Para ter acesso à programação completa em todo o país, consulte a página Guia da Programação da 14ª Semana de Museus no site do IBRAM.

Um momento na paisagem de nosso museu.


O Museu Casa de Benjamin Constant estará aberto na Semana de Museus, entre os dias 16 e 22 de maio, de segunda a domingo, das 10h às 17h, com entrada franca. Venha nos visitar!

Utilize a hashtag " #semanamuseus2016 " em suas publicações nas mídias sociais e conte pra todo mundo que você curte museus!

Acompanhe a Semana de Museus e o IBRAM nas mídias sociais: